Coronavírus (Covid-19)

Recomendações para consultas e exames

 

Nesse momento de pandemia pelo novo Coronavírus (COVID-19), continuamos com várias medidas para minimizar o risco de contaminação, mas sem é claro, descuidar da sua saúde e por isso vamos tirar algumas dúvidas:

 

 

1) Como agendar uma consulta ambulatorial de rotina?

Neste momento de isolamento social você pode utilizar o serviço de telemedicina agendando a sua teleconsulta nas principais especialidades.

2) O que é teleconsulta?

Teleconsulta é uma modalidade de consulta médica realizada à distância, na qual médicos e pacientes não se encontram no mesmo local. A teleconsulta é realizada por ligação telefônica ou vídeo onde você pode esclarecer todas as dúvidas e receber as orientações, e se for necessário o próprio médico vai avaliar e sugerir uma consulta presencial.

3) Como agendar uma teleconsulta?

Você pode agendar através da sua área logada no site, no App Trasmontano Associado ou na Central de Atendimento.

São Paulo (11) 3293-1515
Litoral (13) 3308-3020

4) Como será o atendimento dos pacientes em tratamento oncológico?

Os pacientes em tratamento oncológico permanecem com o atendimento presencial normalmente, mas com intervalo maior entre as consultas.

5) Mulheres gestantes, como fazer o acompanhamento pré-natal?

A agenda da especialidade de Obstetrícia permanece aberta para seguimento do pré-natal, também com intervalo maior entre as consultas. As pacientes grávidas podem agendar consultas presenciais normalmente com os especialistas.

6) No caso de suspeita de Covid-19, quando procurar o hospital?

Febre, mal-estar, cansaço e tosse são os principais sintomas causados pelo coronavirus e geralmente, eles aparecem de forma branda parecida com a de uma gripe ou resfriado comum. Como hospitais são locais de grande rotatividade de pessoas expostas a um alto risco de contaminação, o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) recomendam que só deve ir ao hospital quem estiver com sintomas mais graves como dificuldade para respirar e febre alta (a partir de 39°C).

 

Para orientações sobre o Coronavírus (COVID-19), entre em contato pelo telefone (11) 3293-1515.

Ou ainda se você tiver dúvidas sobre os sintomas ou outras doenças, entre em contato com a nossa Central de Emergência – Disponível 24 horas por dia.

 

SP (11) 2632-5555

Litoral 0800 770 4412

 

Para saber mais sobre a suspensão temporária do agendamento de consultas e exames, acesse o site da Agência Nacional de Saúde, clique aqui

 

Sobre o novo Coronavírus | COVID-19

O que é COVID-19?

O Coronavírus faz parte de uma grande família de vírus que causa infecções respiratórias em seres humanos e animais. O novo Coronavírus COVID-19, foi identificado em 2019 em Wuhan, na China.

Quem faz parte do grupo de risco?

Os mais vulneráveis à doença são idosos e pessoas com câncer, doenças respiratórias e/ou cardíacas e, possivelmente, grávidas.

Quais são os principais sintomas?

- Febre;
- Tosse;
- Dificuldade para respirar.

Como é a transmissão?

A transmissão pode ocorrer por gotículas de saliva, espirro, tosse ou catarro, que podem ser repassados pelo contato, seja direto com pessoa infectada, como toque ou aperto de mãos ou indireto com objetos ou superfícies contaminadas.

Em quanto tempo aparecem os primeiros sintomas?

De acordo com a OMS, é estimado que o período de incubação do COVID-19, ou seja, o tempo para que apareçam os primeiros sintomas seja de 1 a 14 dias. O mais comum é a manifestação por volta de cinco dias.

Como me prevenir da doença?

- Cubra sempre o nariz e a boca ao tossir e ao espirrar;
- Utilize lenços descartáveis e jogue-os no lixo após o uso;
- Higienize as mãos frequentemente com água e sabão ou álcool gel;
- Evite tocar nos olhos, nariz e boca;
- Evite compartilhar objetos de uso pessoal, como copos e talheres;
- Evite sair de casa, caso esteja doente;
- Evite lugares aglomerados;
- Utilize sempre máscara.

Tive contato com um paciente que está com o coronavírus. O que devo fazer?

Fique atento as orientações sobre prevenção e evite locais com aglomeração de pessoas. Se observar sintomas como febre persistente e dificuldades respiratórias, procure um médico.  

Busque por informações oficiais e evite a disseminação de fake news.
Ministério da Saúde www.saude.gov.br


×